Bem-vindo!

O espaço Jardins Saudáveis é constituído por um blog e um website, ambos com materiais e recursos na área da Educação para a Saúde. Está aberto à participação e colaboração de vários autores que podem aceder ao blog directamente ou enviar os textos/materiais para:
gliceria@jardinsaudaveis.com

sábado, 30 de maio de 2009

Versos de palmo e meio




Clicar para visualizar 

A Esmeralda do blog Jardim Vale de Porca enviou-nos estes versinhos. Obrigada Esmeralda. 

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Um Jardim-de-infância em Tachikawa, área suburbana de Tóquio

Um conceito inovador de jardim-de-infância. Outro olhar sobre as condições físicas dos espaços dedicados à Educação de Infância. Uma reportagem. Pode ser vista aqui.

domingo, 24 de maio de 2009

Direitos da Criança

A propósito dos Direitos da Criança, deixo uma publicação que constitui um resumo não oficial da Convenção das Nações Unidas Sobre os Direitos da Criança adoptada em 1989.

Convenção Sobre os Direitos da Criança

E convido a participar numa Aventura na Terra dos Direitos

quinta-feira, 21 de maio de 2009

domingo, 17 de maio de 2009

Caixa de Primeiros Socorros

Não para cuidar de ferimentos ou maleitas... antes para a saúde emocional!

Uma brincadeira (adaptada a partir de apresentação recebida por e-mail) que faz sentido.

sábado, 16 de maio de 2009

SIM, NÃO... SIM, NÃO


Ainda...

os 5 sentidos...


e brincar com a língua...


e...


e...

(clicar na imagem para download)



sexta-feira, 15 de maio de 2009

quinta-feira, 14 de maio de 2009

O Corpo (Lengalenga)


Sobe para aqui...
sobe para ali...
e a formiguinha lá vai percorrendo algumas partes do corpo.
(clicar na imagem)

Gripe A


Já está disponivel no Microsite da Gripe, na página da DGS, recomendações para as escolas sobre a Gripe A.
A informação pode ser consultada aqui. No final tem dois cartazes que poderão ser úteis para promover a lavagem das mãos e evitar o contágio.

Mensagem Dia Internacional da Família

A Organização das Nações Unidas estabeleceu como tema geral das comemorações em 2009 (dia 15 de Maio) Mães e Famílias: Desafios num mundo em mudança ("Mothers and Families: Challenges in a Changing World").
Mensagem do secretário geral da ONU pode ser lida aqui

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Zé Pintas e o Sol

No site da Direcção Geral da Saúde encontrará duas brochuras da autoria da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo que alerta para a necessidade de proteger-se dos perigos do sol. Deixar este alerta às crianças poderá fazer a diferença.
Zé Pintas Primavera
Zé Pintas Verão

Programa Nacional de Prevenção de Acidentes e Campanha sobre Segurança Infantil

No dia 6 de Maio, foi colocado em discussão pública uma proposta de Programa Nacional de Prevenção de Acidentes

Até ao dia 30 de Maio  pode enviar o seu comentário, crítica ou sugestão para  geral@dgs.pt. Todos os contributos são importantes. 

Mais informação na página Web da DGS

terça-feira, 12 de maio de 2009

Vanessa Vista, Gustavo Gosto ...


... Telmo Toque, Carlos Cheiro e Olga Ouvidos estão aqui

O Jardim de Infância de Presa desenvolveu boas práticas no âmbito do tema 5 sentidos. Para conhecer o que lá se fez é fazer uma visita aqui

segunda-feira, 11 de maio de 2009

A Árvore Mágica

Uma história que nos fala de generosidade porque educar para a generosidade é saudável. Um boa história para contar em qualquer dia do ano porque a generosidade não obedece a calendários mas também uma boa opção para contar a propósito do Dia da Criança, porque nem todas têm direito a celebrações por razões que a pobreza dita.
(clique para abrir)
As imagen foram obtidas há alguns anos na internet pelo que já não consigo identificar a fonte.

sábado, 9 de maio de 2009

A criança e o luto

Quer seja um animal de estimação, uma pessoa da família ou alguém conhecido que morre, chega um momento, na vida das crianças em que estas se deparam com a morte e tem que lidar com emoções e sentimentos muitas vezes contraditórios causadores de grande sofrimento. Para os adultos não é muito fácil falar sobre o assunto com as crianças, mas todos nós já tivemos, em algum momento da nossa profissão de lidar com situações de morte, sofrimento e luto.
Perante a morte de alguém, as crianças necessitam de saber a verdade. Não necessitam de eufemismos, tais como dizer que a pessoa ou animal que morreu foi fazer uma longa viagem, está num sono eterno ou foi para o céu. Não devemos deixar sozinha a criança que está a sofrer, mas também não devemos força-la a falar sobre o que aconteceu.Contudo, é  importante que a criança perceba que a pessoa que a escuta está atenta ao seu sofrimento.
Pergunte à criança se ela quer contar aos colegas o que aconteceu ou se prefere que você o faça. Em ambas as situações reúna as crianças e, depois de comunicado o facto, pergunte se alguém já passou pela mesma situação. Utilize filmes como o Rei leão e o Bambi para falar sobre o assunto. 
Quando falecer alguém conhecido (artista ou pessoa importante na comunidade), não perca a oportunidade de conversar sobre o facto. Explique o que é um cemitério, por que as pessoas são enterradas, o que é um velório etc.
Se conhecer histórias/livros que falam sobre a morte e o luto, ou se quiser relatar alguma situação, já sabe que aqui no Jardins Saudáveis teremos todo o gosto em divulgar e partilhar. 
No ABRIR e FECHAR dou um exemplo de duas histórias brasileiras que abordam o tema da morte, uma de Rubem Alves e outra de Leo Buscaglia. Destinam-se a crianças mais velhas, mas podem perfeitamente ser adaptadas para as crianças em idade pré-escolar. 
Mais sobre este assunto aqui

À mesa

Download aqui

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Abaixo os Fura-Dentes


Mais uma partilha da Elisabete Antunes... na área da Saúde Oral. O download aqui.  

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Lucy, a piolha


ou a minha vida de piolho. Download da história aqui
Quem estiver interessado em conhecer um estudo prospectivo  sobre piolhos e lêndeas pode fazê-lo aqui

Plataforma Moodle da DGIDC

É sempre útil lembrar que se encontra online a disciplina “Educação para a Saúde em Meio Escolar”, alojada na Plataforma Moodle da DGIDC, de acesso disponível a todas as escolas.

O que são Piolhos?

Esta praga, que acontece todos os anos em todas as escolas e jardins de infância, constitui motivo de grande preocupação para docentes e pais. Sabendo que a irradicação do problema em sala de aula depende da conjunção de esforços entre docentes e família, esclarecer também as crianças sobre esta problemática, envolvendo-os sobretudo na prevenção, reforça o combate aos piolhos e potencia o sucesso das medidas de prevenção.
O site da Paranix disponibiliza este power point que constitui um recurso útil para utilizar com as crianças e divulgar aos pais. Encontrará no mesmo site outros recursos.
(Clique para abrir)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Ainda a higiene...

Todos sabem como a higiene é importante, mas nunca é demais relembrar!

Aqui ficam dois documentos que podem ter interesse para exploração em contexto de sala:

- Um cartaz (mais um...) que ajuda a memorizar a sequência da lavagem das mãos;

- Uma "ficha" para trabalhar com as crianças o "jogo do intruso", onde terão que identifar qual o utensílio que não se utiliza para cada tipo de higiene: dentes, cabelo, mãos e corpo.

Lavar as mãos

Download aqui

Lavar as mãos é um gesto simples e rotineiro que diariamente realizamos vezes sem conta. Repare quantas vezes lava as mãos por dia. E as crianças quantas vezes as lavam? E saberão lavar bem as mãos? Para estas, lavar as mãos pode ser (se os adultos o permitirem) o momento ideal para "brincar" com a água. Contudo, esta rotina diária exige aprendizagens que vão mais além do que um simples acto de higiene. Está em causa cuidados a ter com o ambiente e com a saúde. Não os descuremos, porque muitas vezes as crianças ainda não interiorizaram convenientemente a importância desta rotina diária.
Que outras actividades/recursos utiliza para "trabalhar" a higiene pessoal? Quer partilhá-las connosco?  
 

domingo, 3 de maio de 2009

O envolvimento das crianças II


Limoeiros e Laranjeiras - revelando aprendizagens é a brochura da colecção APRENDER EM COMPANHIA da DGIDC. 

Nesta brochura são divulgados dois projectos A Minha Árvore e a Minha Laranjeira que visam por um lado exemplificar a utilização da pedagogia da participação  e a sua validação pelos profissionais, como desafio para a reconstrução da pedagogia da infância e para os processos de partilha dessa reconstrução. 

A Minha Árvore refere-se especificamente à observação do envolvimento da Leonor tendo em atenção  a variada informação disponibilizada no manual DQP. A Minha Laranjeira parte da observação das experiências da Sofia para perspectivar uma leitura dessas experiências usando a target. Através destas leituras é possível identificar as áreas onde as crianças estão a desenvolver experiências de aprendizagem. 
Um breve exemplo das duas observações e leituras pode ser vista aqui

O envolvimento das crianças I


Download AQUI

Por envolvimento entende-se a quantidade de tempo que as crianças despendem a interagir com o seu ambiente de uma forma desenvolvimentalmente adequada e em diferentes níveis de competência (McWilliam & Bailey, 1992). O envolvimento da criança tem sido conceptualizado simultaneamente como variável mediadora do desenvolvimento e como produto do processo desenvolvimental.
O Manual "Desenvolvendo a Qualidade em Parcerias" da DGIDC que referimos aqui e acolá dá ênfase à Escala de Envolvimento da Criança operacionalizando-a no contexto do Jardim-de-Infância. São considerados indicadores do envolvimento: 
- Concentração
- Energia 
- Complexidade e Criatividade 
- Expressão facial e Postura 
- Persistência 
- Precisão
-Tempo de reacção
- Linguagem
- Satisfação
Os indicadores constituem meios para uma melhor compreensão do observador. Não devem ser utilizados como uma escala, mas como aspectos que permitem ao observador apreciar o envolvimento da criança (DQP, 2009). 
No âmbito das actividades que se desenvolvem na Educação de Infância deverá ser nosso objectivo envolver as crianças nas actividades e nos projectos que desencadeamos. Aqui evidencia-se o papel do educador e a sua capacidade para promover o envolvimento. Ao avaliar o envolvimento da criança estará sem dúvida a avaliar o modo como desenvolveu o seu trabalho (empenhamento). Maior ou menor envolvimento das crianças é um indicador de qualidade, de adequação, de sentido de oportunidade, de flexibilidade, de empatia, de bem-estar, de saúde, de ...

Canção do lanche

A Elisabete Antunes do Agrupamento de Escolas de Nascente do Este, Gualtar partilha com todos os visitantes e leitores deste blog, uma canção sobre os alimentos (des) aconselhados para a hora do lanche.  Inseriu-se a mesma num enquadramento que permite o registo e a exploração do tema. O documento contêm uma imagem, podendo ser considerada como um estereótipo de índole cultural e social enraizado no simbolismo do menino "forte", que come tudo... caberá ao educador decidir como é que a mesma deve ser trabalhada (ou não) no contexto do seu grupo de crianças. 

Download aqui



sexta-feira, 1 de maio de 2009

Há caracóis


Sobre o vídeo...

A natureza é muitas vezes brutal. No mundo selvagem vive-se ou morre-se. Sabia que existem espécies de caracóis que comem outros caracóis? 

Sobre os caracóis e o 1º de Maio...

Os caracóis são constituídos por água, ricos em proteínas e pobres em gorduras e calorias, o que os torna num alimento muito nutritivo. Sais minerais como magnésio, ferro, zinco e cobre são elementos que entram na sua "constituição física" e os tornam num alimento saudável.

O consumo de caracóis é uma tradição que tem mais de dois mil anos que, segundo consta é oriunda de Marrocos. Muitos algarvios dedicam-se a apanhá-los. É vê-los à beira das estradas, entrando pelos campos, de saco plástico enfiado no braço, à procura do apetecível molusco.  

A partir de Abril e até Setembro são muitos os estabelecimentos que ostentam cartazes a informar “Há caracóis”.

No Algarve, no 1º de Maio é habitual, logo pela manhãzinha, as famílias e amigos juntarem-se para o típico piquenique comemorativo. Para além de outros petiscos, uma caracolada é coisa que não falta. As crianças gostam bastantes destes momentos que passam no campo, ao ar livre ... e livres estão ... Normalmente não gostam é de comer caracóis e muito menos de caracoletas mouras. Mas "vivem" esta tradição e ouvem falar que os caracóis gostam de pôr os "pauzinhos" ao sol... 

Inquéritos aos Educadores de Infância

Os questionários infra destinam-se aos educadores de infância e pretendem saber a sua opinião sobre alguns aspectos da Educação para a Saúde. São pequenas sondagens que irão permitir ter uma ideia das percepções dos educadores que visitam este blog. Para participar basta escolher a opção que melhor caracteriza a sua opinião tendo em atenção que não existem respostas certas ou erradas.
Se tiver disponibilidade agradeço a colaboração.
Glicéria Gil

Utiliza na sua prática pedagógica os materiais/recursos de Educação para a Saúde colocados neste blog?

Como educador de infância abordo ... (escolha a resposta com que mais se identifica)

A escovagem dos dentes no meu Jardim de Infância

O que mais gosta ou gostaria de encontrar neste blog

Quais as áreas existentes na sua sala?

Visita o blog Jardins Saudáveis

Ocorreu um erro neste dispositivo