Bem-vindo!

O espaço Jardins Saudáveis é constituído por um blog e um website, ambos com materiais e recursos na área da Educação para a Saúde. Está aberto à participação e colaboração de vários autores que podem aceder ao blog directamente ou enviar os textos/materiais para:
gliceria@jardinsaudaveis.com

terça-feira, 31 de março de 2009

Conversa de criança é indicador de planeamento?



Trazer as opiniões e os posts dos outros para o nosso/vosso cantinho é, no nosso entender, realçar o que de muito bom vamos por aí lendo. 
Hoje encontramos estes pequenos passos de pura sabedoria, que nos permitem através das conversas informais avaliar o que cada criança sabe e, qual o seu contributo para gerar o conhecimento e a construção dos saberes dos seus pares. Estas "conversas" permitem-nos "vasculhar" as necessidades das crianças, a perceber o que elas precisam para se desenvolverem saudavelmente, que crenças estão subjacentes nos seus discursos, que afectos estão implícitos e, como podemos utilizar todas estas variáveis para planear futuras actividades, para fazer aquilo que já neste post tínhamos colocado em evidência. 

In Pequenos Passos 
O Igor chegou à sala com uma pergunta nova: "Porque é que os dentes caem?"
Os amigos, que aquela hora estavam no tapete, juntaram-se num círculo pequenino e foram respondendo à pergunta:
- Se calhar é porque têm cáries. -Disse o Ibraíma
- Não, eles não têm cáries. Eles caem porque não querem ter cáries. - Concluiu o Rodrigo
- Eles caem porque já estão a ficar velhotes. - Disse a Lia
- Eles caem porque são de leite. - Disse o Leonardo
- Eu acho que não é assim. Eles caem porque a nossa boca está a crescer muito, os dentes de leite são muito pequeninos e quando formos grandes, vamos ter uns dentes grandes como os do meu Pai. Para os dentes grandes nascerem, os pequeninos têm que cair. É por isso que os dentes caem.

segunda-feira, 30 de março de 2009

A vida é maravilhosa






Não deixe de visualizar ou fazer o download do que aqui quero partilhar consigo ... 
Boa semana para todos. 





sábado, 28 de março de 2009

Duas Actividades para trabalhar os afectos


The Kissing Hand é uma história que enaltece a demonstração de amor duma mãe guaxinim para com o seu filhote. Certo dia, o guaxinim filho vai pela 1ª vez para a escola. A mãe despede-se dele dando-lhe um beijo na "mão". Sempre que se lembra da mãe e quer sentir o conforto do seu amor, o filhote acaricia a bochecha com a "mão" que foi carinhosamente beijada pela mãe. 
A partir desta história desenvolve-se uma série de actividades que permitem à criança vivenciar um conjunto de emoções que podem ser extremamente gratificantes. Para levar a criança a sentir-se confortável e confiante relativamente ao amor que os pais, neste caso particular a mãe, expressam diariamente aos filhos propôs-se a confecção de "bolinhos-mão" para o lanche das crianças. A retribuição do amor e carinho da mãe é feita através dos "bolinhos- corações" que as crianças levam para casa e oferecem às suas mães. 
A história em português encontra-se no blog Pré-História  e foi traduzida e adaptada pela autora a partir do original "The Kissing Hand" de Audrey Penn. 

sexta-feira, 27 de março de 2009

Variáveis individuais e familiares na saúde oral das crianças


O Consumo de doces, uma má escovagem dos dentes e a presença de placa bacteriana determinam, segundo os dentistas, uma má qualidade da saúde oral das crianças.

Investigadores finlandeses procuraram determinar quais os factores que na infância seriam responsáveis por essa má saúde oral de crianças  entre a faixa etária dos 3 aos 10 anos de idade. Para determinar estes factores observaram as variáveis familiares e individuais que caracterizavam a vida das crianças. A ocorrência de cáries esteve associada, aos 3 anos de idade, com o consumo frequente de doces, poucas escovagens de dentes, e à presença de placa bacteriana.

Em relação aos factores familiares, foram apontados os seguintes: i) pais muito jovens quando do nascimento da criança ii) mães com poucas habilitações académicas iii) mães com um histórico de cáries dentárias e iv) pais sem/poucos hábitos diários de higiene oral. 

Fonte: Caries Research Vol. 39, No. 2, 2005


Mais uma experiência no âmbito da saúde oral


As bactérias que se encontram nas nossas bocas começam a decompor a comida e, à medida que o fazem vão produzindo ácido. Este, por sua vez, ataca o esmalte dos dentes tornando mais fácil à cárie danificar os dentes. O ácido carbónico que existe nos sumos e refrigerantes têm um efeito semelhante.

Material:
  • dentes de leite;
  • garrafa de refrigerante ou sumo;
  • etiqueta.
Descrição da actividade:

  1. Deite um dente de leite numa garrafa de gasosa. Coloque a data na garrafa.
  2. Uma vez por semana verifique com as crianças, como está o dente e tornem a colocá-lo na garrafa. Observem e conversem (criança-educador; criança-pais; educador-pais), sobre o que acontece ao dente durante um período de tempo.
  3. Para evitar o problema da cárie, sublinhe a necessidade de escovar regularmente os dentes. Isso limpará a comida, para as bactérias não poderem ter o seu "almoço" e deixar os seus ácidos por onde passam. Será mais uma actividade de mostrar à criança a importância da lavagem e escovagem dos dentes.

Ponto de situação



Faz hoje 8 dias que o Jardins Saudáveis entrou na blogosfera.O Jardins Saudáveis é um blog de equipa. É importante que cada um dos seus membros assuma o Jardins Saudáveis como "nosso" - portanto como seu. Porque só assim faz sentido desenvolver um espaço de e para todos os que aqui passam. 
O fio condutor já existe: EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE e talvez seja altura de definir algumas regras básicas organizacionais tais como um cronograma flexível de editoração, reedição de alguns textos e práticas educativas, sei lá ... Abusando da minha auto-promoção (uma espécie de administradora de blog) tentei nestes dias, em conjunto com a Albertina explorar e animar um tema que faz (?) parte do dia-a-dia dos Jardins de Infância, a saúde oral. Gostaria de saber, aqui em canal aberto (blog) ou, por canal fechado (e-mail), se vamos dar continuidade a este tema ou se passamos a outro. Há sugestões? 

Adenda: Enquanto aguardamos respostas vamos postando sobre saúde oral. 

quinta-feira, 26 de março de 2009

Como vai a saúde oral das crianças em Portugal

(...) Em Portugal Continental, existem programas de promoção e prevenção de saúde oral nas escolas desde 1986, inseridos na Saúde Escolar, mas a sua dimensão é muito limitada, dado que se tem verificado uma escassez de acções de promoção e prevenção da saúde oral por parte das equipas de saúde escolar em grande parte do território. Apesar de, a partir de 1999, o Programa de Promoção de Saúde Oral em Crianças e Adolescentes (PPSOCA) contemplar uma vertente curativa, apenas abrangeu no máximo 50.000 crianças/ano, o que é escasso para um universo estimado em cerca de um milhão de crianças. (...) 

Mais informação aqui 

quarta-feira, 25 de março de 2009

Vídeo «rapariga feia»: sucesso garantido entre a pequenada

Dentes de leite

Os dentes de leite (decíduos) são compostos por 4 incisivos centrais, 4 incisivos laterais, 4 caninos e 8 molares. Se houver mais algum dente na boca este é um dente permanente. 


desenho de dente

Actividade a realizar

Contar os dentes com a criança ajuda a chamar a atenção para os cuidados a ter com os dentes, o que mais tarde, virá a ser muito importante. E a capacidade de reconhecer as formas em geral através da utilização de objectos reais é importante para o desenvolvimento de aptidões espaciais.
A transferência da imagem dos dentes num espelho para uma impressão visual ou modelo num papel tem efeitos pedagógicos importantes. É, pois, altura de contar e marcar esses dentes de leite.


Material necessário para esta actividade:
-espelhos;
-desenhos infantis de dentes de leite; lápis de cor.


Como proceder:

  1. Dê a cada uma das crianças um desenho de dentes de leite e um espelho.
  2. Converse com elas sobre o facto de a maior parte dos seres humanos terem, na idade delas, 20 dentes de leite - 10 em cada maxilar.
  3. Cada criança deverá utilizar o espelho para verificar se tem todos os seus dentes de leite. em primeiro lugar, chame a atenção para o facto de termos duas fiadas de dentes, uma em cima outra em baixo. Descubram-nos na imagem.
  4. Os dentes surgem aos pares, os dois primeiros do meio, em cima, são os primeiros a nascer. São também normalmente os primeiros a cair quando as crianças começam a perder os dentes de leite. Peça-lhes que pintem esses dentes na imagem.
  5. Os dois dentes que ladeiam os dentes da frente são parecidos. Peça-lhes para os pintarem, após os descobrirem.
  6. As crianças deverão observar os dentes todos, um par de cada vez começando pela fiada de cima prosseguindo na de baixo.
  7. A maior parte das crianças terá 20 dentes, a menos que estejam a idade em que estes caem.

Fonte: "Todos têm um corpo" Robert E. Rockwell, Robert A. Williams, Elizabeth A. Sherwood. Instituto Piaget.

Momentos Jardins Saudáveis I


Não quero deixar de partilhar este vídeo convosco. Tentarei sempre que possível deixar por aqui "algo" que nos ajude a compreender melhor o mundo em que vivemos. O repto alarga-se aos restantes membros da equipa. Assistam ao vídeo, reflictam e se acharem por bem comentem. 
Boa noite. 

terça-feira, 24 de março de 2009

Planear versus escolher

A educação de infância enfatiza o papel das crianças no planeamento das suas actividades. As OCEPE referem que o planeamento realizado com a participação das crianças permite ao grupo beneficiar da sua diversidade, das capacidades e competências de cada criança, num processo de partilha facilitador da aprendizagem e do desenvolvimento de todas e de cada uma. 
Contudo, o planeamento é uma actividade que exige diversas competências, quer por parte das crianças, quer do educador como elemento estruturador dessa mesma actividade. Mesmo quando existe a vontade e a crença de que o planeamento em si é fundamental para tornar as crianças mais autónomas, mais críticas e reflexivas, o educador depara-se, na sua prática diária, com alguns obstáculos com os quais tem que saber lidar.
Um desses obstáculos tem a ver com a crença que planear é o mesmo que escolher actividades. Outro obstáculo que também é evidente diz respeito às características da prática educativa, como sejam, os recursos existentes, a organização do grupo, a gestão do tempo e do espaço. 
No desenvolvimento de actividades relacionadas com a saúde oral, estes obstáculos podem emergir e dificultar o sentido de coerência do educador sobre o que deve, como deve e para que deve integrar a higiene oral na sua prática educativa. 
Tal como referi no primeiro post, um dos objectivos deste blog é levar os leitores a trocar opiniões e a reflectir sobre os diversos temas que serão abordados no âmbito da Educação e Promoção da Saúde. Se assim o entenderem podemos começar a conversar aqui inserindo comentários a este post.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Dentes, dentes e mais dentes














Saúde Oral - brochura

"Como fazer A Escovagem Dos Dentes"
Uma brochura da Direcção Geral da Saúde
(Clique na imagem para abrir)
Um recurso para a abordagem da saúde oral no JI.

Passado e Presente


1982, Jardim de Infância da Qta do Amparo, ed. Glicéria

A fada dos dentes quer construir um castelo


Os patinhos passam a ser dentinhos


OS DENTINHOS
Todos os dentinhos
vou ter de lavar (bis).
Ao pequeno-almoço
e depois de jantar (bis).

Se não o fizeres
eles vão-te fugir (bis).
Ficam amarelos
e começam a cair (bis).

Uma escova de dentes
vais ter que pegar (bis).
Pr'a cima e pr'a baixo
Toca a escovar (bis).

(canção todos os patinhos) 

domingo, 22 de março de 2009

A Saúde Oral na Educação de Infância


Porque a saúde oral das crianças é assunto de todos. Porque incentivamos as parcerias. Porque devemos demonstrar o nosso profissionalismo. Porque acreditamos em nós e nos outros. Simplesmente porque queremos partilhar e estreitar laços. 

Canção "Lavar os dentes"


No cd " Escolinha de Música" a música número 4: LAVAR OS DENTES
Letra:
Um copo com água
Uma escova e pasta
Pra lavar os dentes
É o que me basta
Esfrego, esfrego, esfrego
Muito esfregadinho
Com os dentes lavados
Que rico cheirinho

Registo da escovagem dos dentes



Uma forma de incentivar a escovagem dos dentes é através de registo diário. O modelo que aqui apresentamos pode ser adaptado e utilizado no portfólio da criança. 
Mais uma sugestão que queremos partilhar convosco. Esperamos pelo vosso  feedback aqui no jardins saudáveis. Podem enviar para postagem, o registo fotográfico ou outro da actividade que venham a desenvolver. 
 

sábado, 21 de março de 2009

Canção "Lavo os dentinhos"

Na sequência da proposta de actividade sugerida pela Glicéria, aqui fica uma canção para animar a exploração do tema.
(Clique para abrir)


* * * Música * * *

sexta-feira, 20 de março de 2009

Uma experiência no âmbito da saúde oral


Se todos sabemos da relação entre a cárie dentária e o açúcar e sabemos que escovar os dentes com um dentífrico fluoretado é a melhor forma de prevenir a cárie, propomos neste espaço, uma experiência, que pode ser facilmente realizável

Objectivo: 

Provar que o açúcar, juntamente com certas bactérias, é um dos responsáveis pela destruição do esmalte e que o flúor protege o esmalte, tornando-o mais resistente.

Material: 

* Dois ovos COZIDOS
* Dois recipientes para colocar os ovos
* Uma embalagem de dentrífico com flúor 
* Uma bebida gaseificada (de preferência uma "cola", não importa a marca, só não pode ser a versão light)

O mecanismo da experiência é simples. Num recipiente, coloque água e dissolva duas a três colheres de sopa de dentifrício fluoretado. Depois, coloque o ovo cozido lá dentro e guarde num local fresco, sem ser no frigorífico. No outro recipiente, coloque a bebida gaseificada com açúcar e coloque o outro ovo lá dentro. Guarde-o no mesmo local do outro recipiente e aguarde uma semana.
Passado uma semana, observe a qualidade da casca do ovo. Se a experiência correu bem, a casca que esteve submersa em água com flúor está muito mais dura e resistente do que aquela que esteve imersa na bebida gaseificada.

Discuta depois com as crianças os resultados desta experiência. Que diferenças observam? Que conclusões podem ser retiradas desta experiência? E se o ovo fosse o nosso dente? Haverá aqui informação que nos permita dizer que se usar-mos um dentífrico com flúor todos os dias os nossos dentes irão ficar mais protegidos?
Por vezes, esta interactividade pode ser bem mais eficaz do que o simples acto de os mandar escovar os dentes.
Divirtam-se e boas aprendizagens...!

quinta-feira, 19 de março de 2009

Vamos então começar


© ANJA BORETZKI
O sítio dos miudos tem um posto de saúde que permite que as crianças realizem aprendizagens na área da alimentação, da higiene e do corpo humano. 

quarta-feira, 18 de março de 2009

Inauguração

Dou início a um novo blog na área da Educação de Infância que incide especificamente na Educação e Promoção da Saúde.
O meu objectivo é partilhar ideias e materiais,reflectir sobre as práticas pedagógicas,divulgar recursos e eventos e criar uma rede de jardins de infância saudáveis.
Todas as contribuições são bem vindas pelo que está aqui lançado o desafio.Os blogs e os educadores que quiserem aderir e participar no Jardins Saudáveis podem faze-lo através de e-mail ou mensagem.

Inquéritos aos Educadores de Infância

Os questionários infra destinam-se aos educadores de infância e pretendem saber a sua opinião sobre alguns aspectos da Educação para a Saúde. São pequenas sondagens que irão permitir ter uma ideia das percepções dos educadores que visitam este blog. Para participar basta escolher a opção que melhor caracteriza a sua opinião tendo em atenção que não existem respostas certas ou erradas.
Se tiver disponibilidade agradeço a colaboração.
Glicéria Gil

Utiliza na sua prática pedagógica os materiais/recursos de Educação para a Saúde colocados neste blog?

Como educador de infância abordo ... (escolha a resposta com que mais se identifica)

A escovagem dos dentes no meu Jardim de Infância

O que mais gosta ou gostaria de encontrar neste blog

Quais as áreas existentes na sua sala?

Visita o blog Jardins Saudáveis

Ocorreu um erro neste dispositivo